Porto de Suape bate recordes

Movimentação em novembro é considerada excepcional

O Porto de Suape apresentou em novembro crescimento na movimentação de todos os tipos de cargas, em comparação com o mesmo mês de 2016. O maior destaque foi para a operação de contêineres, que registrou a maior movimentação mensal da história do atracadouro, com 42.444 TEUs (unidade equivalente a um contêiner de 20 pés). O recorde, até então, havia sido computado em outubro de 2011, com 41.971 TEUs.

Os granéis líquidos e gases (combustíveis, óleos, produtos químicos, derivados de petróleo, etc.) registraram 39,5% de aumento em relação ao penúltimo mês de 2016, alcançando 1.715.539 de toneladas.

Os sólidos também apresentaram crescimento, fechando o mês com 42.608 toneladas e 158% de incremento. Entre os grupos de mercadorias que mais circulam pelo porto, os cereais, principalmente trigo, foram os que obtiveram um maior crescimento no comparativo mensal. Os produtos químicos orgânicos cresceram 96%. Os açúcares tiveram 92,6% de crescimento.

Longo curso

A navegação de longo curso (realizada entre portos de diferentes países) também apresentou alta em novembro deste ano, comparando-se com 2016. A exportação somou 264.601 toneladas e representou 28,2% de aumento. Já a importação, cresceu 1,2%, totalizando 514.321 toneladas.

Cabotagem

O Porto de Suape continua líder no transporte de cargas por cabotagem (navegação costeira entre portos do mesmo país). Em novembro, os embarques e desembarques somaram 1.532.931 toneladas, alcançando 46,5% de elevação.

Atracações

Novembro foi o mês com o maior número de atracações em 2017, superando outubro, que até então havia recebido mais navios. Passaram por Suape 154 embarcações, quatro a mais que em outubro, quando 150 navios atracaram no Porto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *